Rosa punk

Teve uma hora

em que a rosa cansou de ser rosa e cansou de ser planta.

Aí ela se arrancou do chão; caiu; se levantou

e saiu correndo pelo jardim.

A rosa pulou o portão e atravessou a rua em direção a um matagal cheio de picões.

Esses caras não iam muito com a cara dela, mas acharam mó atitude aquela rosa estar andando.

No fundo, eles também já tinham sido dentes-de-leão.

A rosa começou a inflamar os picões para ir embora dali,

ela queria virar chá na panela de alguém e matar quem a bebesse.

Mas os picões se recusaram a ir com ela.

A rosa se revoltou e arrancou seu botão quase em flor

e assim desistiu de presentear os amantes.

Levantou sobre suas raízes e foi embora pra cidade,

pra crescer e virar erva-daninha.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em conto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s