Rosa punk – parte III

A rosa acordou entre as coroas de cristo.

Elas falavam mal de todo mundo que passava.

Como ela sairia dali pra matar alguém?

O moço que seguiu a rosa ontem sempre passava ali a trabalho.

Ele viu a rosa e a reconheceu na hora. Céus! Ele reconheceu pelos galhos –

não havia mais botão. Arrancou-a e foi pra casa.

Agora ela não podia matá-lo. Foi posta n’água e se fingiu de planta boba.

Todo mundo dormiu. De manhã a rosa se sentiu estranha:

era outro botão começando a nascer!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s