O moleiro de trigo

A brisk young lass so brisk and gay

She went unto the mill one day

There’s a peck of corn all for to grind

I can but stay a little time

Come sit you down my sweet pretty dear

I cannot grind your corn I fear

My stones is high my water is low

I cannot grind for the mill won’t go

Then she sat down all on a sack

They talked of this they talked of that

They talked of love, of love proved kind

She soon found out the mill would grind

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s