Planos mirabolantes

Eu, planos mirabolantes, olhando as pessoas ao redor.

Planejando a si mesmos, caminhando pelo pátio

Eu, planos, amálgama de boas e más intenções mirabolantes

meus planos vacilam em escapar pela boca:

fervem no cérebo até explodirem em verbos.

Frases reverberando, fazendo eco,

se misturando a hipóteses por confirmar,

perigoso sentido provisório que eles tomam,

tomando controle catastrófico dos movimentos,

dos encaixes do destino, planos malditos,

reproduzindo seus filhos, planos genéticamente amaldiçoados,

Toda a negação da liberdade da vida se destilando

em calculadas armadilhas mirabolantes.

Planos sentados, pensando, botando medo

rindo e ameaçando serem mirabolantes,

sarcásticamente certos de sua periculosidade

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s